Sharish Gin Original Maçã Bravo Esmolfe

Sharish Gin Original Maçã Bravo Esmolfe

29,99 €
50cl
Alentejo, Portugal Gin Destilaria Antonio Cuco
O Sharish Gin, é uma bebida suave e de aroma único, onde predominam os sabores cítricos –provenientes da casca de laranja -, o suave adocicado da maçã bravo de Esmolfe e da baunilha, bem como o identificável zimbro. Os toques mais subtis deste gin provêm do cravinho e da semente de coentros, sendo que, no final da degustação, o ligeiro picor da Lúcia-Lima se faz sentir.
- +
Em stock
SKU
76.016
Entregas gratuitas (encomendas superiores a 50€)
Entregas rápidas em 48 horas
Pagamentos 100% seguros

Vinificação: Parte de uma destilação base de maçã bravo de Esmolfe fresca. Todos os botânicos são destilados por separado sendo posteriormente corrigido os teores alcoólicos e feito um blend com todos os destilados. Após isso é feita uma infusão pós destilação com canela e baunilha.

Consumo: Pronto a consumir desde já, sem capacidade de evolução

Ficha técnica:

Região
Região

Alentejo, Portugal

Produtor
Produtor

Destilaria Antonio Cuco

Tipo de vinho
Tipo de vinho

Gin

Teor alcoólico
Teor alcoólico

40

Capacidade
Capacidade

50cl

Enólogo
Enólogo

Sem Enólogo

Sobre a região

Alentejo

Região de ondulantes planícies, o Alentejo apresenta uma paisagem relativamente suave e plana que se estende por quase um terço de Portugal continental.
Só a Serra de São Mamede, a norte da denominação, se diferencia do padrão. Os solos alternam entre o xisto, argila, mármore, granito e calcário, numa diversidade pouco comum. O clima é claramente mediterrânico, quente e seco, com forte influência continental.

A Região Vitivinícola do Alentejo (IGP Alentejano) está dividida em oito sub-regiões, Borba, Évora, Granja-Amareleja, Moura, Portalegre, Redondo, Reguengos e Vidigueira, agrupadas em três grupos distintos.

Portalegre é a sub-região mais original, com solos predominantemente graníticos, influenciada pela frescura da Serra de São Mamede. A paisagem oferece inúmeras parcelas de vinhas velhas, plantadas nas encostas íngremes da serra, beneficiando de um microclima único que confere frescura e complexidade.

Borba, Évora, Redondo e Reguengos personificam a identidade alentejana, terra de equilíbrio e harmonia, na proporção certa entre frescura e fruta, energia e suavidade. As sub-regiões de Granja-Amareleja, Moura e Vidigueira, no sul da denominação, oferecem vinhos mais quentes e suaves, com terras pobres e secas, onde a vinha sofre com a dureza do clima e a pobreza dos solos.

Ver produtos da região