Quinta da Biaia 750 Arinto 2020

Quinta da Biaia 750 Arinto 2020

11,49 €
750ml
Beira Interior, Portugal Branco Quinta da Biaia Arinto
Um vinho cheio de rebeldia a mostrar o que a casta nos pode dar num clima fresco. Notas de fruta fresca (ananás, papaia e kiwi), brioche, moka e apara de lápis. Na boca é eletrizante, com uma acidez quase cortante em plena harmonia com a sucrosidade e sabor.
- +
Em stock
SKU
56.023
Entregas gratuitas (encomendas superiores a 50€)
Entregas rápidas em 48 horas (encomendas efetuadas até às 11h)
Pagamentos 100% seguros

Vinificação: Fermentação em inox e estágio em barricas usadas de carvalho francês (25% novas), com bâttonage semanal, durante 8 meses.

Consumo:

Ficha técnica:

Casta
Casta

Arinto

Região
Região

Beira Interior, Portugal

Colheita
Colheita

2020

Produtor
Produtor

Quinta da Biaia

Tipo de vinho
Tipo de vinho

Branco

Teor alcoólico
Teor alcoólico

12

Servir a
Servir a

10 / 12

Capacidade
Capacidade

750ml

Enólogo
Enólogo

Luís Leocádio

Sobre a região

Beira Interior

É a região mais montanhosa de Portugal continental, compreendendo algumas das serras mais altas do País.
O clima sofre de uma influência continental extremada, com importantes variações de temperatura, verões curtos, quentes e secos, e invernos prolongados e muito frios.

Os solos são maioritariamente graníticos, com pequenas manchas de xisto e, embora pouco comuns, manchas arenosas.

A Região Vitivinícola da Beira Interior (IGP Terras da Beira) divide-se em três sub-regiões, Castelo Rodrigo, Pinhel e Cova da Beira. Castelo Rodrigo e Pinhel, apesar de se encontrarem separadas por cadeias montanhosas, partilham características semelhantes. Mas a Cova da Beira é diferente, estendendo-se desde os contrafortes da Serra da Estrela até ao vale do Tejo, a Sul de Castelo Branco.

As castas brancas predominantes são o Arinto, Fonte Cal, Malvasia Fina, Rabo de Ovelha e Síria, enquanto nos tintos prevalecem o Bastardo, Marufo, Rufete, Tinta Roriz e Touriga Nacional, com presença regular de vinhas muito velhas.
 
Na região das Beiras, o início da cultura da vinha remonta à época romana. Existem diversos lagares talhados nas rochas graníticas que serviam para produzir vinho.

 

Ver produtos da região